Notícias

Mais de 400 trabalhos científicos fazem parte do evento que incentiva o desenvolvimento integrado do TO

10/10/2019 - Georgya Laranjeira Corrêa/ Governo do Tocantins

Com o tema "Bioeconomia: Diversidades e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”, a 5ª Semana Integrada de Ciência e Tecnologia (Sicteg) é uma atividade do programa Inova Gurupi que apresenta o potencial integrado na produção de ciência, tecnologia, inovação e empreendedorismo como ação de política pública para o desenvolvimento local e regional. O evento integra a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), uma ação coordenada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e apoiada no Tocantins pelo governo do Estado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (Fapt).

Participam do evento, acadêmicos, pesquisadores, além do coordenador da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Tocantins, Prof Dr Gentil Veloso, bem como  representantes de Três Instituições públicas de Ensino Superior de Gurupi como o Instituto Federal (IFTO), Universidade Federal do Tocantins (UFT), Universidade de Gurupi (Unirg) e Universidade Estadual do Tocantins (Unitins). A programação conta com 70 palestras, 148 oficinas e mais de 20 mil inscritos. Além de 400 trabalhos científicos nas áreas de Ciências da Saúde, Biológicas, Exatas e da Terra, Engenharias, Linguísticas, Engenharias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. O evento iniciou na quarta-feira, 9 e encerra nesta sexta-feira, 11.

Durante o evento o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Tocantins (Fapt), prof Dr. Márcio Silveira, anunciou a aprovação pelo governo do Estado para o lançamento de editais de pesquisa cientifica como Bolsa Produtividade, Participação em Evento Científico, Tradução de Artigos que beneficiarão mais de 230 pesquisadores. Além do edital de Organização de eventos científicos que vai apoiar 30 eventos no Estado.

Segundo o reitor da Unitins, Augusto Rezende, “o evento é muito importante para o Estado do Tocantins, pois é uma ação concreta de incentivo à pesquisa e eventos de ensino superior, além de ser uma grande mostra de trabalhos produzidos pelos acadêmicos o que representa a busca de conhecimentos que envolve pesquisa, ciência e inovação”, explica. O evento conta ainda com a participação de acadêmicos e pesquisadores dos três cursos do Campus da Unitins de Dianópolis – TO.

Para o Coordenador Geral da Popularização da Ciência do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC), Prof Dr, Ivo Leite, “o Tocantins é um Estado que tem trazido bons resultados, mas é preciso interiorizar mais a política da popularização da ciência com a realização das feiras e da Semana Nacional. Nós queremos que o Estado fortaleça as ações de ciência nos seus 139 municípios e identifique onde há carência destas atividades”, ressaltou.  O professor ainda explicou que o Ministério é parceiro destas ações e está criando formas entre as instituições, universidades e escolas de fundamental e médio a fim de descobrir novos talentos científicos